segunda-feira, 18 de março de 2013

SUPREMA: 'não é apenas um disco que vai ficar jogado na gaveta da galera'.



Douglas Jen guitarrista da banda paulista SUPREMA, bateu um papo com o site Universo Metal e falou sobre o mais recente CD "Traumatic Scenes", desde o processo de gravação, a concepção da obra, e as experiências da banda em tour.

"UM: Que portas vocês acreditam que este CD possa abrir para o SupreMa?

Douglas Jen: Na verdade eu digo que a partir de agora que o SupreMa enfim vai iniciar a sua carreira musical. Já estamos ha 9 anos na estrada tocando, mas tínhamos somente um EP, e este primeiro disco é a realização de tudo que o eu tinha por convicção musical, artística, e em questão de produção de uma banda em si, management, e claro, a questão do show. É um conjunto de fatores estruturais que por anos eu desenhei, e digamos que agora que conseguimos colocar tudo em prática. É um conjunto, o CD depende da parte administrativa da banda para poder fazer um bom trabalho promocional, bem como pensamos como seria a produção do show, cenário, luzes, e para que tudo interagisse como CD, ou seja, não é apenas um disco que vai ficar jogado na gaveta da galera, o fã vai ao show e vai assistir a história de anos contada por um show enérgico, e cheio de climas e situações."

Leia a entrevista completa no link a seguir:

Vale lembrar que o SupreMa fará o lançamento oficial do CD "Traumatic Scenes" dia 26 de maio no Via Marquês em SP, ao lado do Shadowside que fará o show em comemoração do retorno ao Brasil após sua tour européia ao lado do Helloween e Gamma Ray por 37 cidades (19 países). Informações

Nenhum comentário:

Postar um comentário