quarta-feira, 3 de abril de 2013

METALMORPHOSE - Máquina dos sentidos.




Sempre há aquelas bandas que conceituam em si de forma consistente o tradicional Metal brasileiro, cantado em português com bases fortes, riffs marcantes e letras incisivas. A carioca Metalmorphose, que faz parte do ‘hall’ de pioneiras do estilo por aqui, lançou músicas que fizeram época e se tornaram clássicos eternos, como por exemplo, no icônico Ultimatum, Split lançado juntamente com seus conterrâneos da Dorsal Atlântica. Em 2012 foi lançado este petardo chamado Máquina dos sentidos, que é um álbum que tem tudo pra ser ouvido com dedicação e repetidamente sem enjoar o ouvinte. A abertura com os riffs e refrão marcantes da perseverante Jamais desista já dão premissa da qualidade que encontraremos nas demais musicas. Em Mascara tem-se riffs mais pesados e sisudos, que dão lhe dão um charme especial. Já Metrópole evidencia rapidez e ótimas baquetadas na bateria, além de belo solo de guitarra.  O que posso dizer da faixa título? Simplesmente uma das músicas mais bem executadas em termos gerais  que já ouvi. Vejam nesta música o crescimento exponencial da qualidade do timbre vocal de Tavinho Godoy, que aliás, é um dos pontos fortes em todo o disco.  Outros destaques ficam a cargo da meio-balada Passados incompletos e Pelas sombras. Ouça sem medo! 

Nota: 10

Por Écio Diniz

Faixas:

1-Jamais desista
2-Mascaras
3-No topo do mundo
4-Metropole
5-Maquina dos sentidos
6-Rumo as estrelas
7-Passados incompletos
8-Pelas sombras
9-Livres pra sonhar


Nenhum comentário:

Postar um comentário