quinta-feira, 25 de julho de 2013

BAIXO CALÃO – Atmo Mediokra


Distro Rock Records

Este álbum do BAIXO CALÃO lançado em 2011, certamente ainda será uma referência para muitas bandas no Grindcore nacional. Afinal, além da qualidade de gravação aliada à podridão extrema característica do estilo, o cunho cultural-filosófico para tratar de toda a devassidão, hipocrisia e miséria humana em “Atmomediokra”édestilado sem compaixão. É arduo destacar pontos altos em um trabalho completo como este, mas vamos lá. A brutalidade já entra sem pedir licença com ‘Edadinamuh’. A faixa título tem uma letra fodida, versatilidade nos vocais e algumas partes mais cadenciadas que botam pra moer. ‘Nem resetando a humanidade’ fala da incapacidade de se mudar o egoísmo humano mesmo se recomeçar essa raça. Podemos destacar também os riffsnavalhantes de ‘Fracassar’, a odiosa ‘Corpofagia’, um escracho sobre comidas industriais vendidas por aí que causam câncer ‘Pra que sapiens?’ com sua levada Sabática e é também a mais longa do disco.Definitivamente contraindicado para pessoas sensíveis ou doentes cardíacos. Nota 9.

Por Écio Diniz

Faixas:
1-Edadinamuh
2-Signo da absurdidade
3-Atmo Mediokra
4-Nem resetando a humanidade
5-Homem contumaz
6-Mëdiökrizäção
7-Cordão umbilical farpado
8-Fracassar!!!
9-Kaos confesso (Revethudebary)
10-Após a incisão do tumor
11-Prolegômenos
12-Corpofagia
13-Não queres prestar!!!
14-Viver crucificado
15-Pra que sapiens?
16-Das vísceras da estupidez-Live
17-Hipocrisia movediça-Live

Mais informações sobre a banda:


Nenhum comentário:

Postar um comentário