terça-feira, 23 de julho de 2013

KNEEL – Interstice (CD full, 2013)



Boa qualidade de gravação, riffs certeiros e uma porrada sonora. Estes são termos que definem este disco do KNEEL, projeto oriundo de Portugal, capitaneado pelo baterista Pedro Mau, que é calcado num Thrash metal rigoroso contemporâneo com elementos de outras vertentes musicais, como passagens características de Death e Metalcore. Ou seja, ideal para fãs de bandas como MESHUGGAH, CONVERGE e TRAP THEM. Todos os instrumentos foram gravados por Mau e o vocal ficou a cargo de Filipe Correia (CONCEALMENT). Aliás, a técnica de Mau em todos os instrumentos se mostra bem apurada, e o vocal de Correia é um urrado que soa como um soco na cara. No decorrer de todo o disco você não terá fôlego para respirar e descansar seu pescoço à banguear, visto que as doses de agressividade são até sufocantes. Como destaques podem ser citadas ‘Mumurs’ com seus riffs distorcidos, a rápida e furiosa ‘Amend’, ‘Cloak’ com passagens mais cadenciadas e sombrias e ‘Thrall’. Ótimo disco ouça bem alto. Nota 7,5.

Por Écio Diniz

Faixas:
1-Mumurs fúria com riffs distorcidos
2-Amend rápida e furiosa
3-Occlusion -
4-Lessening
5-Abssence
6-Cloak
7-Debris
8-Thrall
9-Sovereignty

Mais informações sobre a banda e audição da demo:


Um comentário:

  1. Um passo à frente em relação ao projecto anterior do baterista (os Kneeldown). É pena que não se preveja ser consumado em palco.

    --
    Pedro Pereira

    http://por-um-punhado-de-euros.blogspot.com
    http://destilo-odio.tumblr.com/

    ResponderExcluir