quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

RIZZI: potencial em ascensão!

rizzi
Por Ramon Teixeira
Com nome de origem italiana e liderada pela vocalista Milady Rizzi Franklin, acompanhada por Grégory Rizzi Franklin (guitarra), Taty Rizzi (baixo), Filipe Costa (guitarra), Hudson Alves (teclado) e Guilherme Rossignoli (bateria), a RIZZI é uma banda de Symphonic Gothic Metal da cidade de Espera Feliz (MG) formada em 2011. As influências sonoras são de bandas como WITHIN TEMPTATION e NIGHTWISH, e a parte lírica fala sobre o amor, a revolta, a fé e incertezas da vida. Com dois singles lançados,Tears Fall Down e The Rain – que está sendo lançado juntamente com o videoclipe- em breve lançarão EP. Nesta entrevista para o PÓLVORA ZINE Milady Rizzi fala um pouco sobre a trajetória e sobre o momento que vive hoje a banda.   

Pólvora Zine: Para começar, conte-nos um pouco como surgiu a banda.
Milady Rizzi: Primeiramente queria dizer que é um prazer para nós responder essa entrevista ao PÓLVORA ZINE. A banda começou em 2011 na verdade, eu tive a ideia em 2010 depois que montei uma banda com alguns amigos para tocar em um evento na escola, o que acabou nem acontecendo. Em 2011 quis levar adiante essa ideia, mas com outros integrantes que realmente queriam levar a sério a ideia de ter uma banda. 
P.Z.: De onde surgiu o nome da banda? 
Milady: O nome da banda é na verdade o meu sobrenome italiano meu, do meu irmão (Grégory Rizzi Franklin) e da nossa prima (Taty Rizzi) achamos que soaria algo original e natural e que ao mesmo tempo não foi inventado. Simplesmente eu falei RIZZI e ficou. 
P.Z.: Em novembro de 2014 vocês lançaram o videoclipe da música The Rain, como foi gravá-lo? 
Milady: Muito bom, melhor do que poderíamos imaginar. A Tears Fall Down abriu as portas pro caminho mais Gothic Metal que a banda prosseguiria dali em diante. Já a The Rain, junto com o clipe, ultrapassou fronteiras rapidamente com vários gringos compartilhando e nos dando o maior apoio, até mais do que aqui na nossa região. Graças ao videoclipe assinaremos em breve um contrato com uma gravadora européia para o lançamento do nosso EP – mas ainda não podemos dar detalhes sobre esse assunto. Só queríamos dizer que estamos muito felizes com isso e pela repercussão que recebemos após o lançamento do videoclipe de The Rain. 
P.Z.: Por enquanto – além da música Tears Fall Down – o clipe tem sido o produto de divulgação da banda. Qual tem sido a repercussão desse vídeo? 
Milady: Como disse, por causa do clipe lançaremos nosso EP através de uma gravadora européia, isso foi uma grande conquista para nós. Em fevereiro entraremos em estúdio e gravaremos quatro músicas inéditas e vamos incluir a faixa The Rain como bônus no EP que deverá ser lançado em março. 
P.Z.: Em pouco tempo de carreira a banda já dividiu palco com nomes de importância dentro do cenário underground da velha e nova escola do Gothic/Doom metal como SILENT CRY, PETITE MORT e CONTEMPTY, o que isso representa para a banda?
 Milady: Representa uma grande responsabilidade, e uma gratificação também. Quando recebi o convite sabia que tinha em mãos uma grande oportunidade, porque nunca tínhamos feito parte de um festival ainda mais para tocar ao lado da SILENT CRY que sempre ouvimos e curtíamos muito. Foi um “ponta pé” para percebemos que está ficando cada vez mais sério o compromisso de ter uma banda de Metal. Tudo isso abriu nossos olhos para enxergar que realmente está dando certo e cada vez mais pessoas aparecem nos apoiando e curtindo nosso som.
 P.Z.: Quais são os planos da banda para o futuro? 
Milady: Então, nosso grande passo agora é lançar esse EP e torcer por uma boa repercussão, como ele será lançado por uma gravadora européia, em breve iremos para a Europa fazer alguns shows, por enquanto é isso, fazer muitos shows e divulgar bastante o trabalho da banda e o de sempre: fazer boa música sempre!
P.Z.: Obrigado pela entrevista. A palavra está aberta para vocês dizerem o que quiserem aos fãs. 
Milady: Nós que agradecemos pela oportunidade. Queria pedir a todos que curtem nosso som, que torçam por nós nessa gravação do EP, na boa repercussão de seu lançamento e queria dizer que vem por ai um som mais maduro do que o que apresentamos nas primeiras músicas, agora também com influências de Power e Folk Metal. Quem quiser conferir esses sons ao vivo faremos um show no RISING METAL FEST em Conselheiro Lafaiete/MG dia 14 de março, seria uma honra ter a presença de vocês. Agradeço a todos que nos apóiam e aguardem pelo grande lançamento deste EP. Até mais! 
Mais Informações:

Nenhum comentário:

Postar um comentário