sábado, 21 de janeiro de 2017

S.U.C – Sádka Utopia Convergente


01
Dentre as várias coisas que dão orgulho no underground brasileiro, o Metal extremo é certamente uma delas, pois se tem algo que muitos brasileiros fazem bem neste tipo de música é arrebentar os falantes da caixa de som com uma sonoridade agressiva, crua e sem concessões. Hoje, temos uma das melhores cenas Grindcore do mundo e bandas como a S.U.C, oriunda de São Carlos (SP) e composta por Letícia Barbosa (vocal), Guilherme Santos (bateria), Guilherme Souza (guitarra) e Egiliane (baixo) ajudam a fortalecer e sustentar essa cena. Ambas a produção e gravação deste EP lançado ano passado foram feitas de forma séria e profissional. Mas não venha esperando aquele Grind pasteurizado que hoje em dia é fácil de encontrar, pois a pegada aqui é oldschool calcada na linha dos clássicos de bandas como AGATHOCLES e NAPALM DEATH aliada a elementos de Crust/H.C., lembrando em alguns momentos DOOM e a fase anos 80 do EXTREME NOISE TERROR. Suprema covardia entra atirando tudo para o alto com riffs cortantes e uma bateria com ótimas passagens de batidas mais compassadas e rápidas, típicas do H.C., dando sequência numa pegada firme com Desgraça e Enquanto eles agonizam, cuja tônica é rapidez e brutalidade descomunais. Mas se é pra falar de pancadaria, Corporation’s slaves (Work for death) sustenta a acidez dos riffs e a metranca da batera. Mas Vidas desumanas certamente é o ponto alto, através da mescla de todos os elementos descritos acima de forma bem sacada. Pra encerrar com ódio exalando pelos poros neste momento de gritante corrupção, alienação conservadora e injustiça e desigual social, a faixa A causa é a mesma é uma boa pedida. Que venha logo o full-length. Sai da frente se não quiser ser atropelado! Nota: 8.0
Por Écio Souza Diniz
Faixas: 1-Suprema covardia / 2-Desgraça / 3-Enquanto eles agonizam / 4- Corporation’s slaves (Work for death) / 5-Vidas desumanas / 6-A causa é a mesma

Nenhum comentário:

Postar um comentário